Em 1999, a NCT definiu como foco empresarial atuar em projetos relacionados à governança corporativa e continuidade de negócios. Na época, a grande maioria das empresas utilizava sistemas operacionais e de diretórios de informações de usuários da empresa Microsoft, principalmente, motivadas pela cultura doméstica da plataforma Windows. Devido ao aumento considerável de informações da massificação dos sistemas computacionais e da migração do conceito de processamento de alta para baixa plataforma, até então dominado pela centenária IBM, a NCT identificou uma grande oportunidade que se abria: a demanda por fabricantes de tecnologias para salvaguarda de dados.

Para se inserir no mercado corporativo, a NCT elaborou uma estratégia pautada na qualificação profissional e na definição de um portfólio de ferramentas eficientes, apoiada nas soluções comercializadas pela Computer Associates e Novell. O resultado do trabalho foi a conquista de clientes de médio e grande porte, cujos projetos resultaram em posicionamento e premiações pela expansão da base na região centro-oeste, principalmente no mercado governo.

Com a massificação da utilização de tecnologia, o mundo começou a sofrer com os ataques às redes de computadores que geravam indisponibilidade e caos nos ambientes corporativos e domésticos. A tecnologia precursora de Segurança da Informação foi batizada, de forma genérica, como antivírus, cujo foco inicial era proteger estações de trabalho e servidores. Posteriormente, para completar a demanda por segurança, principalmente em empresas de médio e grande porte, surgiu o conceito de controle de acesso a redes, batizado de firewall. Em seguida, com a evolução desses ataques, cujo foco passou a ser o roubo de informações, surgiram as tecnologias de detecção de intrusão, batizadas como IDS. Outras camadas de proteção apareceram para tratar demandas específicas de criptografia e comunicação segura, controle de acesso à internet e combate a mensagens indesejadas.

Neste cenário a NCT mudou seu foco empresarial, especialmente nos departamentos e gerências de Segurança da Informação, para a capacitação e laboratórios, com o intuito de definir as necessidades dos clientes, apoiada nas soluções comercializadas pela Trend Micro, Check Point, Nokia, ISS e Websense.

Durante a consolidação do mercado de Segurança da Informação, os temas conectividade e disponibilidade surgiam freqüentemente nas pautas de projeto. Em contexto amplo, a demanda era garantir a operacionalidade dos sistemas e serviços corporativos. Entretanto, a implementação de camadas de segurança, isoladamente, não garantiam o êxito esperado e necessário. A “rede computacional” em todos os níveis (núcleo, distribuição e acesso) precisava estar bem dimensionada e configurada, impulsionada pelo aumento progressivo do acesso e da dependência da TI nos negócios empresariais. Conectividade e disponibilidade, implementadas por meio dos comutadores (switches) e balanceadores, não atendiam mais as necessidades atuais de TI que exigem mobilidade e performance. Para se manter inserida no contexto corporativo e acompanhar a tendência do mercado, a NCT agregou em seu portfólio soluções comercializadas pela F5 Networks e 3Com, Aruba Networks, Blue Coat, Huawei e Symantec.

Em 2007, com uma grande cartela de clientes corporativos relacionados a contratos de segurança, a NCT identificou que a gestão de múltiplos ativos de fabricantes diferentes, necessários para garantir proteção das várias camadas de rede, era onerosa e complexa. O conceito de segurança multifunção (UTM – Unified Threat Management) ganhava espaço no mercado de pequenas e médias empresas, pois agregava em um único equipamento várias funcionalidades de segurança. Com a parceria da empresa Fortinet, o resultado do trabalho conquistou clientes de diferentes segmentos, com milhares de equipamentos fornecidos, premiações e casos de sucesso publicados. Hoje, o mercado corporativo é receptivo ao conceito UTM e vários fabricantes defendem essa bandeira. A NCT implantou em sua estrutura de SOC, que oferece soluções de segurança de redes no modelo de serviços, com as melhores práticas e processos, ao incluir comodato de ativos com pagamento contraprestação das atividades, com excelente relação custo benefício.

A complexidade na contratação e na gestão de serviços e ativos tecnológicos em um universo de múltiplas camadas, onde o cliente tem a necessidade de concentrar os esforços das unidades de TI na sustentação dos serviços, e a rápida depreciação tecnológica impulsionaram projetos na modalidade turn-key. Nesta concepção, a transferência da responsabilidade de se construir o ambiente de tecnologia full-scope aderente e na medida da demanda tornou-se realidade e prática, com atenção à necessidade de expansão do parque motivada pelo sucesso dos negócios da corporação.

A NCT se capacitava para absorver demandas nas linhas de governança, continuidade de negócios, infraestrutura de redes e segurança da informação, com equipe técnica e parcerias de primeira linha, conhecedora de todos os elementos e processos de implementação e operação de infraestruturas de TI, ao entregar projetos que se iniciavam na instalação da sala segura e seus subsistemas até o acesso sem fio para os colaboradores de nossos clientes. Desta forma, a NCT contemplou ativos e soluções para provimento de conectividade, alta disponibilidade, performance, segurança e mobilidade, com excelente relação custo-benefício e desembolso após a “rede” em operação.

Ao aproveitar o tema Cloud-Computing, com o conceito IaaS como um de seus pilares, entendido como um conjunto de soluções, ativos e serviços necessários para o perfeito funcionamento de sistemas e aplicações corporativas, geralmente com pagamento dos serviços mediante SLA’s definidos (acordos e níveis de serviço), a NCT se aproximou da abordagem de “Solução Integrada de Rede e Segurança”. Esse conceito foi implementado por meio de Datacenter próprio e escalável, com estrutura que proporciona adequação a vários tipos de demanda, aliado às melhores práticas e padrões tecnológicos, com a versatilidade necessária para nos posicionarmos em ampla gama de oportunidades.

Gerenciar situações torna-se cada vez mais importante no contexto corporativo: rompimento do início de eventos lógicos de rede e segurança, e expansão do nível de controle das corporações para o âmbito do risco inerente aos perímetros físicos. A integração de informações, obtidas por meio dos mais diversos tipos de sensores, novos ou legados, associada ao tratamento centralizado dos alertas, definidos com base em regra de negócio específica, filtrado por inteligência computacional, apóia corporações de todo porte e segmento ao mitigar perdas e otimizar lucros. A NCT agregou visibilidade e controle ao negócio de nossos clientes para tratar com unicidade todo o contexto de segurança corporativa, física e lógica, apoiado em soluções comercializadas pela LG, Nice e FFT.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux